Versão em Português English Version

Pequenos negócios têm até próxima segunda (15) para retornar ao Simples Nacional - 11/07/2019

 

As micro e pequenas empresas (MPE) excluídas do Simples Nacional têm até a próxima segunda-feira (15) para requerer o retorno ao sistema. O Comitê Gestor do Simples Nacional (CGSN) editou, no último dia 3, resolução que permite a volta ao Simples.

Esse regime tributário diferenciado reúne, em um único documento de arrecadação (DAS) os principais tributos federais, estaduais, municipais e previdenciários.

Dentre outras atividades proibidas, a lei complementar prevê que não podem optar pelo Simples empresas que trabalham com gestão de crédito, operações de empréstimo, financiamento de crédito, que tenha sócio domiciliado no exterior ou que tenha dentre os sócios entidade da administração pública, direta ou indireta, federal, estadual ou municipal ou que possua débito com o INSS, ou com as fazendas públicas Federal, Estadual ou Municipal.

Para o presidente do Sebrae, Carlos Melles, o Simples Nacional tem impacto direto na sobrevivência da micro e pequena empresa.

A opção de retornar ao Simples Nacional poderá ser feita até o dia 15 de julho por meio de um formulário na página do programa na internet. O requerimento deve ter a assinatura do contribuinte ou de um representante legal.

Fonte: Agência Brasil

 

:: Voltar | Todas as notícias

Tradutor

Outras Notícias

PGFN. Brasil. Portaria nº 11.956, de 27/11/2019 (Transação na cobrança de dívida ativa)

Regulamenta a transação na cobrança da dívida ativa da União.



Juiz considera inconstitucional trecho da MP do contrato verde e amarelo - 29/11/2019

Em decisão na Justiça do Trabalho de Minas Gerais, juiz questiona modelo de reajuste nos valores a serem pagos.



PGFN regulamenta a transação na cobrança da dívida ativa - 29/11/2019

A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional publicou uma portaria que regulamenta a transação na cobrança da dívida ativa da União.



Envio de todas as informações pela Receita são constitucionais, decide Supremo - 28/11/2019

Por maioria, o Plenário do Supremo Tribunal Federal entendeu pela possibilidade do compartilhamento de dados entre os órgãos de inteligência e fiscalização e o Ministério Público, para fins penais.



» JorgeGomes.com.br © Direitos Reservados
Desenvolvidor por Argon | Otimização de Sites